Pesquisar

O impacto da saúde mental no turnover: como podemos lidar?

Tempo de leitura: 3 minutos

O turnover, termo utilizado para se referir à rotatividade de pessoal nas empresas, representa um dos maiores desafios da atualidade, em todo o mundo. E o Brasil não é exceção. 

Mas o fenômeno é complexo e multifacetado, com várias causas que vão desde questões relacionadas à cultura organizacional até fatores econômicos e sociais. No entanto, um fator que tem ganhado destaque nos últimos anos é o impacto das questões de saúde mental no aumento do turnover.

Principais influências para o turnover

Em um cenário onde a saúde mental está cada vez mais em foco, o ambiente de trabalho desempenha um papel crucial no bem-estar dos funcionários. 

Estresse excessivo, pressão por resultados, falta de apoio emocional e desequilíbrio entre vida pessoal e profissional são apenas alguns dos desafios que podem levar a problemas de saúde mental entre os colaboradores. 

Como resultado, muitos funcionários optam por deixar seus empregos em busca de um ambiente mais saudável e acolhedor.

Dados recentes revelam que o Brasil enfrenta altos índices de turnover, com várias indústrias e setores sendo afetados. Empresas de tecnologia, varejo, serviços financeiros e saúde são algumas das áreas que enfrentam desafios significativos nesse sentido. 

A falta de estabilidade econômica, juntamente com a competitividade do mercado de trabalho, contribui para esse cenário preocupante. Uma pesquisa da consultoria Robert Half, mostrou que, em comparação ao período pré-pandemia de Covid, o turnover cresceu 56% no Brasil, índice que nos garantiu uma posição à frente de países como França (51%) e Bélgica (45%).

Banner de inbound sobre e-book de saúde mental no ambiente de trabalho em texto sobre turnover nas empresas.

Como gerir as questões relacionadas ao turnover?

Para combater o turnover e promover um ambiente de trabalho mais estável e saudável, as empresas precisam adotar medidas proativas. Investir em programas de bem-estar e saúde mental, oferecer suporte psicológico aos funcionários, promover uma cultura organizacional que valorize o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, e fornecer oportunidades de desenvolvimento profissional e crescimento dentro da empresa são algumas estratégias eficazes. 

E a inovação tem sido uma grande aliada nisso: é o caso, por exemplo, da Starbem, que por meio da telepsicologia leva um cuidado de saúde e bem-estar para inúmeros times em diferentes lugares do Brasil e em outros países.

Além disso, é fundamental que as empresas realizem pesquisas regulares de clima organizacional para identificar precocemente os problemas e tomar medidas corretivas. A comunicação transparente e aberta entre líderes e funcionários também é essencial para construir um ambiente de confiança e engajamento.

5 dicas para gerir questões relacionadas ao turnover 

1. Desenvolvimento de uma cultura organizacional positiva

Investir na criação de uma cultura empresarial que valorize o bem-estar dos funcionários, promovendo um ambiente de trabalho colaborativo, inclusivo e que reconheça o esforço e contribuição de cada membro da equipe.

2. Programas de bem-estar e saúde mental

Implementar programas e políticas que apoiem a saúde mental dos colaboradores, oferecendo acesso a recursos de apoio psicológico, como sessões de aconselhamento, workshops sobre gestão do estresse e práticas de mindfulness.

3. Feedback e comunicação transparente

Estabelecer canais de comunicação abertos e transparentes entre líderes e colaboradores, incentivando o feedback regular e construtivo. Isso pode ajudar a identificar problemas precocemente e resolver preocupações dos funcionários antes que elas levem ao aumento do turnover.

4. Oportunidades de desenvolvimento profissional

Oferecer programas de desenvolvimento profissional e oportunidades de crescimento dentro da empresa, como treinamentos, mentoring e planos de carreira claros. Isso pode aumentar o engajamento dos funcionários e reduzir a probabilidade de saírem em busca de novas oportunidades.

5. Análise de dados e estratégias baseadas em evidências

Utilizar análise de dados para entender melhor as razões por trás do turnover e desenvolver estratégias específicas para abordar os desafios identificados. Isso pode incluir a realização de pesquisas de clima organizacional, análise de saídas de funcionários e monitoramento de indicadores-chave de engajamento e satisfação dos colaboradores.

Como vemos, o turnover representa um desafio complexo para as empresas, com impactos significativos em sua estabilidade e produtividade. Ao reconhecer e abordar as causas subjacentes, especialmente as relacionadas à saúde mental, as empresas podem não apenas reduzir o turnover, mas também promover um ambiente de trabalho mais saudável e sustentável para todos os colaboradores.

Loading

Autor

0 / 5. Avaliações: 0

Seja o primeiro a avaliar este post

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *